FMI 2012 e as novas mídias

Dallas, 03 de maio de 2012

Do Dealey Plaza, lugar do crime mais famoso do mundo, entre mistérios e outras inconfidências, Dallas foi palco para a FMI 2012 uma feira que reuniu todo charme de fornecedores dedicados ao seguimento alimentar, com diversos stands caprichosamente decorados e a perfeita convergência com as “super sessions” e os principais temas amplamente debatidos no momento por todos os que de alguma forma estão envolvidos com o vasto mundo varejista. O ápice dos debates se concentrou no avanço inevitável da tecnologia rumo ao chão de loja e o anseio do novo consumidor em relação à praticidade e celeridade. As novas mídias e suas múltiplas facetas devem ser desvendadas pelo varejo, para delas se extrair os melhores benefícios para o negócio, os novos formatos das lojas físicas e suas propostas também devem estar em plena sintonia com as mídias empregadas para gerar efetivo valor, valor este de interação e intimidade com o cliente. As palavras pronunciadas pelos painelistas em um primeiro momento, parecem conter uma certa dose de obviedade, soando como os badalos de sinos, cujos sons já conhecemos, entretanto, este som, apesar de nos parecer familiar, contem mistérios ainda não desvendados que nos conduzirão por caminhos que inevitavelmente teremos que aprender a percorrer. Com este desafio lançado para a atenta platéia que lá compareceu durante os três dias de feira, a FMI 2012 despede-se de Dallas para em 2013 ancorar em Orlando trazendo os resultados alcançados e as tendências futuras.

Clara Machado